• Laura Stoppa

Os vírus e a sexualidade


Em tempos de #pandemia, é claro que eu não poderia ignorar o assunto do momento e seus impactos para a sexualidade coletiva. Não é de hoje que os vírus afetam a saúde humana e, assim, também a sexualidade de cada um de nós.


Vírus transmissíveis sexualmente, como o HPV e o HIV, já são velhos conhecidos em desequilibrar os organismos e afetar a saúde sexual.


No caso do #coronavírus, sabemos que não é um vírus sexualmente transmissível nem transmite IST (Infecções Sexualmente Transmissíveis). Porém, como o mundo todo está em reclusão e o momento é de pandemia, segundo a Organização Mundial da Saúde, é preciso se prevenir. O Corona curte organismos com baixa imunidade e a prioridade do momento é cuidar de si para, assim, cuidarmos do coletivo.


Isso é mais uma demonstração do que sempre digo por aqui: nossa sexualidade vai muito além das relações sexuais em si. E claro que, se o Corona está afetando nossa vida, individual e coletivamente, também está afetando nossa sexualidade, especialmente em sua dimensão social e cultural.


Portanto, meu conselho de sexóloga para esse momento é: cuidem de vocês e de seus corpos. Preservem sua energia, mantenham a imunidade alta, bebam muita água, comam bem e exercitem-se. Óbvio que sexo não tá proibido nem nada e se você transa com alguém que mora na mesma casa a quarentena tá garantida! Rs. Pra quem não tá nesse caso, melhor deixar os dates pra depois da quarentena e investir nas tecnologias por enquanto. 😏


Bom período para todos nós. Vamos nos unir, nos ajudar e evitar o pânico, vibrando na luz e no amor ✨


#transemos#sexualidade#saúdesexual#educaçãosexual