• Laura Stoppa

Por que as pessoas se casam?


A média de casamentos heterossexuais caiu 2,3% em 2017 pelo segundo ano consecutivo. Já as uniões homoafetivas registraram crescimento de 10%, sendo que a alta foi de 15% nos casamentos entre mulheres e de 3,7% entre homens. Os dados são das Estatísticas do Registro Civil, divulgadas pelo IBGE em 2018.

Ao mesmo tempo, os divórcios também aumentaram pelo segundo ano consecutivo e a duração média das uniões encurtou - de 17 anos em 2007 para 14 em 2017.

Então, por que as pessoas se casam?

Claro que podemos pensar em vários motivos que, isolados ou em conjunto, justificam uma união. Há quem case para evitar a solidão, por amor, por motivos religiosos, financeiros, sociais, por conveniência, para começar uma família, entre muitos outros.

Mas existe um motivo acima de todos estes: as pessoas se casam porque outras se casaram antes delas.

Como seres sociais, reproduzimos rituais estabelecidos na nossa sociedade. Crescemos vendo pessoas se casando e somos educados a imaginar que um dia o mesmo acontecerá conosco. Para as mulheres, normalmente, sonhar com o casamento é ainda mais reforçado e incentivado.

Somos seres que valorizam rituais e o casamento como direito deve ser de todos, daí a importância de reconhecer legalmente a união civil entre pessoas do mesmo sexo, o que muitos países ainda não fazem. Mas casar deveria ser, acima de tudo, uma escolha. Pessoal e intransferível.

Não há nada de errado em casar, é claro. Entretanto, é sempre muito válido questionar, como tantos outros “hábitos” e rituais sociais, o motivo para se tomar essa decisão e, assim, ponderar se ela tem a ver com você, com seu relacionamento e com a sua vida. 🧡

5 visualizações